10 fev

Quando é preciso ser Pai??

Muito se tem observado casos de famílias em que a mãe toma a direção de tudo ou quase tudo o que diz respeito á casa e aos filhos. Grande parte do homens quando constituem uma família não tem idéia do passo que estão dando e não se preocupam e cumprir seu papel dentro desta família, mas por que?

Inicialmente estes homens quase sempre vem de famílias cujo formação é deficiente, tem como modelos pais problemáticos e que lhes passaram uma noção equivocada do que seja uma família, logo, irão reproduzir grande parte daquilo a que estão acostumados a viver.

Mas então, perguntarão: Qual é a função do pai?

Os estudos na área da psicanálise nos mostram três funções que o pai representa dentro de uma família, sejam elas:

  • Simbólica;
  • Imaginária; e
  • Real .

Simbólica é aquela que ou na qual é representada para os filhos a imagem do pai;

Imaginária é aquela que os filhos criam para representar seu pai.

Real é aquela do pai que atua como deve ser um verdadeiro pai.

Estava eu, certa vez em uma lotação quando presenciei o seguinte fato:

Entrou um homem com um menino de uns 4 ou 5 anos e mais uma mulher, vez por outra a criança fazia alguma coisa que não agradava ao homem e este dizia à mulher que fizesse o menino parar, até que chegou um certo momento que ela falou ao menino que deveria obedecer a seu pai. Daí pergunto: que tipo de pai ele era?

Com certeza não era aquele que assumia o seu verdadeiro papel, pois que não se autorizava como tal, foi preciso a intervenção da mãe para que a criança obedecesse. Como neste caso, muito se tem visto de pais que não se assumem como tal, deixando que a mãe faça aquilo que ele deveria fazer e esta, com toda a carga que já possui acaba por sentir-se à vontade para manter o filho onde ela deseja. Deseja pois que ele a seu ver veio para suprir-lhe uma falta (a do falo) e porque, com grande probabilidade, já vem de criação essa falta de conhecimento e discernimento para trabalhar a vida como ela realmente deve ser.

Os pais, na realidade, para que a coisa funcione a contento tem que agir de maneira a que tanto os filhos como a mãe não confundam seus papéis, ou seja, as regras dentro da família tem que ser cumpridas: a mãe não é “dona” dos filhos e estes não são seus complementos, logo o homem tem que cumprir seu papel de homem na relação entre os dois, isto feito auxiliará a mulher a “libertar e libertar-se” dos filhos. O pai tem a função de legislador, não de ditador e para que as crianças cresçam com equilíbrio, tem ele que saber dosar a disciplina, existir de fato na vida deles; estar presente na vida da família. Quando ele fará isto? Simplesmente a todos os instantes, não há hora certa para ser pai, se é pai desde o principio da concepção até o cessar da vida.

Wilson Rosa
Pedagogo, Estudante de Psicanálise (2003)
Telefone: 3258-3133 ramal 205
Trabalho de Conclusão de Curso – TCC de Introdução à Psicanálise

1 Comentário

Deixe um comentário