Toda Psicanálise é Lacaniana?

Não!

A Psicanálise lacaniana foi formulada por Jacques Lacan, que era médico e psiquiatra, que fez um retorno a obra de Freud e pôde agregar conceitos: como filosofia, linguística, antropologia e a matemática.

O ensino de Lacan possibilitou colocar Freud na atualidade da cultura, e elaborar que o inconsciente é estruturado como uma linguagem.

Isso significa que as formações do inconsciente como: os atos falhos, sonhos, esquecimentos, lapsos e sintomas retornam através da linguagem, retorna na fala dos pacientes.

Então, quando alguém esquece de algo ou de alguém não é somente uma ‘falha’ de sua memória, isso tem uma causa inconsciente.

O mesmo, serve para quando alguém comete um lapso, por exemplo, quando tem a intenção de dizer o nome de uma pessoa e fala o nome de outro. Esse ato revela uma verdade inconsciente. Se isso acontece na análise, o analisando vai descobrir o porquê desse acontecimento.

O inconsciente se manifesta através ‘desses acidentes, desses tropeços’ de linguagem, e também através do sintoma.

Trabalhamos pontuando o “dizer” do analisando, ensinando-o que uma palavra diz mais do que tem intenção.

O inconsciente atravessa a fala do sujeito revelando uma verdade reprimida.

É um trabalhador incansável “não para nunca”, trabalha até quando estamos dormindo.: produzindo os mais belos sonhos ou pesadelos bizarros.

O que significa os sonhos? Somente o próprio sonhador pode falar e descobrir.

A psicanálise possibilitou uma nova significação para a noção de subjetividade, isso foi possível por conta da teoria de Freud de inconsciente.

Jacques Lacan, assim como Sigmund Freud, libertou o homem de ser escravo de seu inconsciente, mostrou que o que ficou recalcado foi produto de suas primeiras relações com o Outro que cuidou dele.

O sofrimento do ser falante não reside em seus neurotransmissores e sim em sua fala, e no seu psiquismo.

Através do trabalho com o inconsciente, esse que segundo Lacan é estruturado com uma linguagem, o paciente acessa o material reprimido e descobre que sua pulsão tem uma força muitas vezes incontrolável. Por isso tantas vezes se surpreendem com as maldades que se faz. Isso significa que a análise promove uma metamorfose na vida do sujeito.

 

Andreneide Dantas

 

 

Texto usado para gravação de série sobre Psicanálise.

 

#escutaanalitica1

Fechar Menu